ARMADA, 2014  2014 GUACHE E CANETA HIDROGRÁFICA SOBRE PAPEL /GOUACHE AND PEN ON PAPER.
_PORT
Nessa série eu uso de fragmentos das imagens de complexos residenciais típicos no Brasil, como modelos para os desenhos. Essa operação gráfica é fundamental para que se reforce a ideia de projeto, para que se evidencie o esqueleto de uma fábula. Uma vez dentro da esfera do desenho, não há mais o óbvio nem o absurdo. E sim, a possibilidade de se haver arte. Com a evocação da arte, tento revelar uma situação cujos fatos reais se ocultam sob o véu da ficção. E com o agrupamento dessas máquinas fantásticas, estabeleço um inventário de seres apocalípticos que remetem ao surgimento de uma nova espécie.
_ENG
In this series I use fragments of brazilian typical residencial complexes’ images as model for the drawings. The graphic operation is crucial to reinforce the idea of “project” that will show the skeleton of a fable. Once in drawing sphere, the obvious and the absurd, cease to exist. What exists is the possibility of art. Evoking art, I try to reveal a situation in which its facts hide behind the veil of fiction. And with the grouping of the representations of these fantastic machines, I establish an inventory of apocalyptic beings reminiscent of a new species.
_
DETALHE / DETAIL