REPÚBLICA REAL, 2018 – ENTALHE EM PEDRA DE CALÇADA PORTUGUESA /CARVING ON PORTUGUESE PAVEMENT FRAGMENT .7 x 6 x 4cm
FOTO DE/ PHOTO BY EDOUARD FRAIPONT
_PORT

A Calçada Portuguesa, é composta em geral de pedras de calcário branco e negro, de formatos irregulares, e exibem diversas possibilidades de padrões decorativos. No entanto, muito do que se vê nos pavimentos das cidades portuguesas, encontra-se também nos outros países lusófonos, ex-colônias da então monarquia lusitana.

No caso das metrópoles brasileiras, não é diferente: pode-se dizer que seus mais antigos pavimentos públicos exibem de maneira familiar tal variedade complexa de padrões decorativos.

Retomada no âmbito da arquitetura modernista brasileira, a Calçada Portuguesa se afirmou nos espaços urbanos públicos e privados nacionais de maneira incontestável e irreversível.

Nesse trabalho, há uma tentativa irônica e paradoxal de forçar – através do entalhe do pedaço de chão pós-colonial – o aparecimento da imagem da efígie da República. Exatamente a mesma que se encontra estampada nas notas e nas moedas do Real brasileiro.

_ENG

Portuguese pavement is generally composed of black and white limestone stones of irregular sizes and formats that exhibit several possibilities of decorative patterns. Patterns commonly seen on the pavements of Portuguese cities are also found in other Portuguese-speaking countries, former colonies of the then-Portuguese monarchy. In the case of the Brazilian metropolises, it is no different: some of the country’s oldest public pavements exhibit an array of familiar and com- plex decorative patterns.

With interest renewed within Brazilian modernist architecture, the Portuguese pavement has affirrmed itself in national public and private urban spaces in an undeniable and irreversible way.

This work portrays an ironic and paradoxical attempt to use carvings on post-colonial pavement to recreate the Effigy of the Republic, the same one printed on banknotes of the Brazilian real.

_