ELO, 2015 – NANQUIM E ECOLINE SOBRE PAPEL /CHINA INK AND ECOLINE ON PAPER. 114 x 85cm
FOTO DE/ PHOTO BY EDOUARD FRAIPONT
_PORT
Elo é laço, é ligação. O desenho em questão é parte de um grupo de trabalhos que tem carregado consigo as seguintes questões em comum: Energia contida, energia transferida, energia dissipada. Nesse desenho pode-se ver, representado em nanquim, alguns dos processos de extração de petróleo de bacias brasileiras. São imagens achadas em um catálogo ilustrado da Petrobrás, editado em 1976 para fins educativos. Em uma segunda camada, de cor vermelha, vê-se a imagem de uma “patipemba”. Esta é uma das muitas maneiras de tornar física a mensagem de ancestrais, dentro do culto do Palo Mayombe, uma antiga religião da costa atlântica africana que originou a Quimbanda e influenciou a Umbanda brasileira e também o Candomblé. “Patipembas” são desenhos feitos no chão, pelos sacerdotes, para que no ritual sejam evocados os seres do infra-mundo, munidos de revelações e esclarecimentos. No caso de Elo, a sobreposição de esquemas de extração de petróleo por uma “patipemba” gera uma comunhão entre maneiras opostas de se considerar o universo oculto abaixo de nossos pés. Diz-se sobre superação das forças naturais das religiões pagãs pela arqueologia do homem renascentista. Assim como o início da história moderna, pela descoberta do petróleo. Elo traz com o seu impulso arqueológico, nada mais que o exercício da representacão das energias escondidas.
_
_ENG
Elo is a link; it’s a bond. The drawing is part of a group of works that carry the following questions in common: Contained energy, transferred energy and dissipated energy. This drawing shows, in China ink, some of the processes of offshore oil extraction in the Brazilian basins. The images were found in a Petrobrás illustrated catalog edited in 1976 for educational purposes. In the second, red layer, there is an image of a “patipemba.” This is one of the many ways to bring to the physical realm messages from the
 ancestors, in this case it’s a cult of the Palo Mayombe, an ancient religion from the Atlantic coast of Africa that gave rise to Quimbanda and influenced Brazilian sects of Umbanda and Candomblé. “Patipembas” are drawings made on the floor by priests that serve to invoke deities of the underworld, armed with revelations and explanations. In Elo the superimposition of a “patipemba” over the oil extraction schemes create a communion between two opposite ways of considering the universe hidden under our feet. It deals with the overcoming of pagan religion’s natural forces first by archeology of the Renaissance and later, in modern history, by the discovery of oil. With its archeological impulse, Elo offers an exercise of representation of the hidden forces.
_